Hiperlodose: o que é e como cuidar desse problema?

Em seu estado normal, a coluna vertebral apresenta curvaturas por toda sua extensão, desde a área cervical (pescoço) até a sacrococcígea (parte baixa das costas). Nas regiões cervical e lombar, essa curvatura é chamada de lordose — quando se acentua, é identificada por hiperlordose.

Essa alteração provoca dores e limitações dos movimentos. Ela pode ser causada por diversos fatores — um dos mais comuns é a má postura, principalmente quando a pessoa fica muito tempo na posição sentada.

Neste artigo, vamos comentar sobre as características da hiperlordose, bem como as suas causas e tratamentos indicados. Continue a leitura para saber mais!

Quando a curvatura é considerada anormal?

O aumento ou a diminuição das curvaturas naturais da coluna pode ser provocado por alterações patológicas ou posturais. A lordose é considerada anormal quando atinge um ângulo superior a 60° na região cervical ou se encontra entre 40° e 60° na coluna lombar, passando a ser chamada de hiperlordose.

Quais são as causas da hiperlordose?

Essa alteração pode estar associada a uma anteversão pélvica, no caso da região lombar, ou uma proeminência da cabeça, na cervical. Suas principais causas são:

  • espondilolistese — quando uma vértebra escorrega para frente em relação a uma adjacente (em geral, essa disfunção ocorre na coluna lombar);
  • fatores genéticos;
  • sedentarismo — a falta de exercícios físicos provoca a fraqueza de determinados grupos musculares;
  • gravidez — durante esse período, a barriga da gestante pode crescer cerca de 40 cm e esse crescimento provoca alterações na morfologia da coluna, além do aumento da curvatura na região lombar;
  • lesão laboral — provocada por trabalhos braçais que exigem muita força ou movimentos repetitivos;
  • má postura — posicionamento corporal errado ao andar, sentar e deitar;
  • obesidade — a pessoa tende a inclinar-se para trás em uma tentativa de melhorar o equilíbrio, provocando uma curvatura acentuada.
  • osteoporose — pode causar a perda de força das vértebras e comprometer a integridade estrutural da coluna.

Quais são os sintomas?

A hiperlordose pode causar extrema fadiga local e até limitação dos movimentos em atividades rotineiras. Os sintomas são diferentes de acordo com a área afetada — quando ocorre na região lombar, a alteração pode provocar:

  • abdômen globoso e anteriorizado — distensão uniforme e regular;
  • aumento da curvatura da coluna na área;
  • dorsalgia (dor nas costas) e limitação de movimentos;
  • fraqueza dos músculos abdominais — em geral, acompanhada de flacidez;
  • celulite — na barriga e nos glúteos por causa da redução do retorno venoso e linfático.

Já na hiperlordose cervical, os sintomas podem envolver:

  • curvatura acentuada na região, deixando o nariz mais “empinado”;
  • dor no pescoço;
  • fraqueza dos músculos anteriores;
  • hipertrofia da musculatura posterior;
  • limitação da mobilidade da coluna.

Quais tratamentos são indicados?

É importante ter em mente que o ideal é procurar um médico antes que as lordoses se acentuem, configurando uma hiperlordose. As medidas de tratamento conservador e preventivo podem ser feitas por meio de:medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios;

  • fisioterapia — para permitir que o paciente desenvolva força, flexibilidade e aumente a amplitude de movimentos;
  • quiropraxia — ajuda o corpo a se auto curar de maneira natural e segura, reajustando os desalinhamentos da coluna (subluxações vertebrais) , restaurando o fluxo livre da energia e promovendo o ideal funcionamento do organismo.
  • palmilhas — para a reorganização da postura ao andar e ficar parado em pé;
  • controle do peso;
  • RPG — para a reeducação postural.

Em casos mais graves, como os que envolvem aspectos neurológicos ou quando o tratamento conservador não foi satisfatório, a intervenção cirúrgica é indicada. O cirurgião ortopedista decide qual o melhor tipo de procedimento e abordagem a ser adotada (anterior/posterior, frente ou costas), com base em exames radiográficos.

Como vimos, a hiperlordose é uma curvatura anormal que pode ocorrer na região cervical ou lombar da coluna e a principal causa dessa alteração é a má postura. Nesse sentido, é fundamental buscar auxílio profissional para a prevenção e formas de tratamentos, como a quiropraxia, que promove o realinhamento da coluna e trata os pacientes de forma holística.

Este artigo foi útil para tirar as suas dúvidas sobre a hiperlordose? Caso tenha interesse em obter mais informações sobre a quiropraxia, entre em contato conosco!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *