Dorsalgia: saiba aqui o que é, causas, sintomas e tratamentos

A dorsalgia, popularmente conhecida como dor nas costas, é mais comum do que você imagina. Uma pesquisa do Hospital das Clínicas de São Paulo mostrou que quatro em cada dez pessoas no Brasil sofrem com o problema.

Uma das principais causas do incômodo é a má postura. Entretanto, as dores podem ser tratadas e evitadas com terapias aliadas a um estilo de vida saudável. Quer aprender mais sobre essa dor e ter mais energia, disposição e qualidade de vida? Então, continue a leitura do post e entenda o que é a dorsalgia e como tratá-la.

Saiba o que é dorsalgia e quais são as causas

A dor nas costas acontece na região posterior do corpo, nas partes torácica e lombar. A coluna vertebral fica situada nesse local, sendo que muitas vezes está relacionada ao incômodo. Ela é formada por ossos, articulações, discos intervertebrais e músculos. Quando ocorre uma alteração em qualquer dessas estruturas, provavelmente haverá dor.

A dorsalgia pode variar de intensidade (de leve a muito forte) e período de duração. A região lombar (parte inferior das costas) é o local mais acometido pelas dores, pois é onde acontece a transmissão do peso da parte superior do corpo para os membros inferiores.

Existem diversas causas das dores nas costas, entre elas, encontramos:

  • má postura (principal causa);
  • excesso de peso;
  • aumento do stress;
  • torções, fraturas e quedas;
  • doenças degenerativas;
  • doenças congênitas;
  • sedentarismo;
  • inflamações e infecções.

Conheça os sintomas dessa dor

A dorsalgia em si já é um sintoma de algo que está em desequilíbrio. No entanto, ela pode vir acompanhada de:

  • sensação de queimação no local;
  • rigidez das costas;
  • dor em diversos níveis;
  • formigamento das pernas e braços;
  • dor que irradia pela parte posterior do glúteo e coxas;
  • “pontadas” em locais específicos das costas;
  • dificuldade de respirar.

Aprenda os tratamentos para dorsalgia

As dores nas costas são evitadas ao manter o peso corporal sob controle, praticar atividades físicas com regularidade, realizar um check-up anual e observar a postura. No entanto, mesmo fazendo tudo da maneira correta, a dor pode acontecer. Nesses casos, o mais adequado é realizar tratamentos alternativos e evitar as cirurgias. Conheça algumas terapias a seguir.

Medicamentos

Os remédios prescritos pelo médico são muito bons para aliviar as dores. Contudo, não vão tratar a causa da dor. Por isso, é indicado associá-los a alguma outra terapia que mencionaremos abaixo, para que os resultados sejam eficazes.

Acupuntura

Essa terapia tem origem oriental e é responsável por restabelecer o fluxo energético do organismo. A técnica é feita com a aplicação de pequenas agulhas em pontos específicos na parte externa do corpo, que têm ligação direta com os órgãos internos.

Fisioterapia

Ao realizar sessões de fisioterapia, você vai aprender a manter uma postura correta. Além disso, o método Mackenzie mostra resultados muitos bons, tanto para a prevenção quanto para tratamento.

Quiropraxia

Essa terapia tem o objetivo de “limpar” o caminho dos impulsos nervosos. O bloqueio acontece por causa de desvios e desalinhamentos da coluna. Após o alinhamento da espinha vertebral, as funções do corpo são restabelecidas e há um relaxamento da musculatura.

É possível perceber que os sintomas da dorsalgia afetam a vida de muitas pessoas. No entanto, se você mantiver uma rotina saudável, será capaz de prevenir o aparecimento das dores. Procure ter uma alimentação equilibrada, faça exercícios físicos e incorpore as terapias mencionadas na sua rotina, pois elas atuam também na prevenção do aparecimento desse problema.

Gostou do post? Então, aproveite para assinar nossa newsletter e receber conteúdos com dicas para melhorar a sua saúde e a sua qualidade de vida diretamente em sua caixa de entrada.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *